Construindo uma cultura de engenharia de produto

Posted on Feb 5, 2023

Newsletter about software engineering, team management, team building, books and lots of notes I take after reading/studying (mine or yours)… :D

Construindo uma cultura de engenharia de produto

Antes de falar sobre como criar cultura de engenharia de produto precisamos alinhar o que é Engenharia de Produto (para pessoa engenheira de software) e principalmente o que é cultura (ou pelo menos o que estou chamando de cultura). Engenharia de Produto é um processo que colocamos nosso usuário como protagonista do “produto” que estamos desenvolvendo e buscamos entender os pontos com maior fricção para priorizar o que precisa ser feito (não só o que queremos). Geralmente pessoas engenheiras de produto são apaixonadas em usar tecnologia para resolver problemas e sabe como aplica-la para solucionar problema a curto, médio e longo prazo, começando de forma simples (também podemos chamar de MVP) e conectada com a estratégia de longo prazo. Leia mais aqui. Cultura é o conjunto de saberes, costumes, tradições e expressões transmitidas de geração em geração por um grupo de pessoas, à forma como essas pessoas encaram o mundo e interagem entre si.

O que é Cultura de Engenharia de Produto

É uma abordagem para desenvolver produtos de alta qualidade e rentáveis, envolvendo as melhores práticas da engenharia, a criatividade e a colaboração. Esta cultura se concentra em obter maior lucratividade e sucesso dos produtos na vida útil. Isso inclui o uso de análise de desempenho, análises de risco, pesquisa de mercado e processos de design para criar produtos que atendam às necessidades dos clientes. Também incentiva a inovação, a busca de excelência e uma mentalidade de longo prazo. Visando garantir o sucesso do produto, a cultura incentiva a colaboração entre as pessoas envolvidas no processo. Por exemplo, pessoas engenheiras trabalhar próximo de pessoas de marketing, comercial e etc, com o propósito de desenvolver um produto para atender melhor às necessidades dos clientes. Essa colaboração é essencial para o sucesso do produto e para assegurar que o produto está evoluindo com a necessidade dos clientes e não por achismo dos gestores. A cultura de engenharia de produto também trabalha com um escopo mais amplo de perspectivas de negócios. Por exemplo, levamos em conta a manutenção e o processo de atualização do produto, além do custo em que o produto foi produzido e o retorno sobre o investimento. Ao usar esses recursos para obter informações sobre como melhorar o desempenho dos produtos, os profissionais de engenharia de produto podem criar soluções eficientes e lucrativas para qualquer problema. O aspecto chave de uma cultura de engenharia de produto é o foco na colaboração e comunicação. Isto envolve reuniões regulares e check-ins para assegurar que todos os membros da equipe estejam na mesma página, bem como a utilização de ferramentas e tecnologias para facilitar a colaboração e comunicação (independente da localização de cada membro do time) - sem sombra de dúvida as metodologias ágeis ajudarão muito e garantirá a recorrência da comunicação. Em resumo, uma cultura de engenharia de produto é caracterizada por um foco na entrega de produtos de alta qualidade que satisfaçam as necessidades dos clientes, bem como um compromisso de colaboração, comunicação, e melhoria contínua. Ao promover este tipo de cultura, as organizações podem criar um ambiente de trabalho positivo e produtivo que permita a máxima inovação e sucesso.

Como criar uma Cultura de Engenharia de Produto?

Independente da cultura que você quer ou precisa criar é um processo árduo, contínuo e leva tempo - cultura não será criada do dia para noite - quando você cansar de falar sobre a cultura será o momento que as pessoas estão começando entender o primeiro item da cultura, isso significa que a liderança deve constantemente investir muito tempo para falar sobre cultura e formar novos “guardiões da cultura”. A chave para o sucesso da criação de cultura é o diálogo contínuo, o envolvimento das pessoas no processo e consistência na prática. Descrevo abaixo como tenho feito para construir essa cultura na Buser:

  • Desenvolva software coletando métricas dos seus usuários. É comum ter ansiedade (pressa) para colocar um novo recurso do produto no ar, mas não caia na armadilha de colocar o recurso em produção sem antes coletar métricas úteis de uso do novo recurso. Tendo métricas conseguimos priorizar a evolução do recurso ou até mesmo descontinuar o recurso.
  • Busque sempre conhecer seu usuário. Quanto mais você conhecer seu cliente melhor é (tenha empatia), entrevistas, discoveries e etc são primordiais para se conectar com ele - é comum pessoas que não conhece produto não gostar de “discovery” por ter tido experiencia com discovery que levam dias e dias, não crie pré-conceito com suas experiências ruim antes de estudar sobre discovery.
  • Conheça os dados que esta capturando. Você deve ser a pessoa que mais conhece os dados que esta capturando do seu cliente (mesmo que seja um “simples” click no botão XYZ).
  • Busque usar dados como seu guia. Ser “data drive” não é nada fácil (principalmente para quem está começando), então comece usando os dados como validador do seu“feeling”*, mas busque ter dados confiáveis, assim conseguira deixar o feeling de lado e usar verdadeiramente os dados.
  • Invista muito tempo em melhorar a comunicação. Ter uma comunicação clara e concisa não é fácil - o maior problema das empresas são GAPs de comunicação. Se o time todo não estiver indo pro mesmo lado faremos um cabo de guerra, gastando energia com assuntos desnecessários.
  • Conecte as pessoas engenheiras com o negócio. Seremos melhores pessoas engenheiras quando conseguirmos entender o negócio da empresa. Estimule e dê tempo para seu time de engenharia entender sobre o negócio, se possível incentive eles a se tornar usuário do produto que desenvolve.
  • Entenda todos os custos envolvidos. Tenha controle do custo que seu produto gera, assim você conseguirá estimar quanto o novo recurso custará e entender se vale o investimento. Exemplo: o custo do time éde R$ 100 mil/mês, o novo recurso vai agregar R$ 10 mil/mês, você precisa de 10 meses de faturamento (depois que o novo recurso entrou no ar) para “recuperar o investimento”. Não estou falando para não “arriscar” no desenvolvimento desse recurso e sim entender se não tem outro recurso que pode ter mais ROI (retorno sobre investimento).
  • Esteja aberto para feedback. A melhor maneira de melhorar a cultura é ouvindo as pessoas que vão viver ela no dia a dia. Peça o feedback deles sobre tudo, incentivando a colaboração e o diálogo aberto - isso fará as pessoas se sentir parte da definição da cultura, assim formando fiéis guardiões.
  • Desenvolva e incentive a liderança. Identifique bons líderes entre os seus colaboradores, estimule-os e treine-os para replicar uma cultura saudável.
  • Crie oportunidades para a colaboração. Crie oportunidades para que as pessoas trabalhem juntas em projetos interessantes - estimular a colaboração cria um ambiente de trabalho produtivo e de sucesso.
comments powered by Disqus